quinta-feira, 22 de junho de 2017

Ilha de Marajó - Belém do Pará (III)


Acordar com um sol 
Que me aquecia a cada dia...
Primeiro passo era olhar a Ilha...
Falar com Deus um pouco e agradecer...


Café da manhã especial, 
Com tapioca diariamente 
Rabanada que não dispensei (hum!)



Estado de admiração,
Pura contemplação...



A caminhar... tudo isso é muito bom!


A palhoça é testemunha do que sente meu coração...
Ele me protege do sol e de toda escuridão por lá deixadas pela decepção...


Em Marajó chove todo dia à tardinha, 
Raros dias em que isso não acontece...
Nada impede nossos passeios,
Ela passa bem rápido 
E lá vamos nós!


Encantam-me lugares assim ainda originais,
Têm beleza natural,
Não adornada pela cobiça de poucos...


Não fotografo só pelo fato de registros ocasionais é para que meu coração não se esqueça de recordar tais cenários quando esteja um pouco triste em outros lugares distantes daqui...
Do outro lado da tela, muito depois, tanto sorrio como choro...


Estive com o olhar perdido entre céus, água, verde e alguns animais...
Coração?
Aqui e pelo Brasil em Estados e em muitos lugares pois tenho amados em outros  mares...


Gosto para todos...
Um pouso bem aconchegante
Para dias bem felizes...



Sõ mesmo segurando o queijo para não cair a cabeça de tanta beleza contemplar...
Coração bate muito forte mas compassadamente...
Sentir a respiração fluir...
Bem contente...


Sentar calmamente,
Conversar descontraidamente...
Respirar ar puro...
Tomar água de coco diariamente,
Sucos de frutas tropicais,
Sentir coração de gente...


Piscina só se for bem quentinha...
Sou como gato,
Tenho medo de água fria...


Tudo era motivo para fotografar,
Lugar onde o rústico predomina,
Com encantamento...


Sensação de leveza no coração,
Quer melhor do que isso?
Estar num lugar bem simples,
Onde se pode usar roupas leves,
Andar descalça
E ainda bricar?




Ter amizades é importante para não nos sentirmos sozinhas,
Sobretudo quando elas têm sintonia,
Não nos agridem com  opiniões ferrenhas...


Eu Te agradeço por tanta Graça que me concedeste sem eu merecer, Senhor.
É Grande demais sua Misericórdia, Pai Amado!


6 comentários:

  1. Só podes agradecer mesmo ter vivido momentos assim tão lindos,em boa companhia e ver tantas maravilhas! Coisa boa! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Estou adorando os posts sobre a viagem , vou mostrar ao Jaime, pra deixá -lo com mais água na boca, kkkk
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Um passeio reconfortante pra correria dos dias. Natureza pulsante e encantadora refaz o espírito, renova energias.Lindas lembranças. Passeei em tuas fotos.
    Adorei o café da manhã, nhan, nhan :)

    Bjo,
    Calu

    ResponderExcluir
  4. É muito bom compartilhar destes momentos lindos que voce viveu e pode deixar o Divino agir sobre voce e assim esquecer o que não lhe agrada e deixar o espirito vagar em meio à tanta beleza natural.É como se sentir no paraíso que o Pai concebeu para nós. Belas imagens e lembranças para sempre. Bom encontrar amigos nestas viagens e com eles trocar ideias e se sentir leve.
    Uma linda viagem para um lugar maravilhoso.
    Bjs e vamos seguindo suas pegadas em nome da paz espiritual.
    Voce vai conseguir.

    ResponderExcluir
  5. Tapioca no norte ou nordeste é um luxo! Não há igual, era também o meu café da manhã, muito nutritiva. Temos sorte de poder comer mandioca e derivados à vontade.
    Gostando muito de te acompanhar nesta deliciosa viagem.

    ResponderExcluir

Deixe aqui a sua alegria em viajar comigo.